5 tendências quentes para o mercado pet em 2017

Pesquisa

Cursos

FB Like Box

5 tendências quentes para o mercado pet em 2017
Posted by

5 tendências quentes para o mercado pet em 2017

O fim do ano chegou e com ele aquele momento de saber quais devem ser as tendências do mercado de produtos e serviços pet para o ano de 2017! A revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios (PEGN) de outubro listou cinco nichos que têm crescido bastante e podem ser uma boa oportunidade de investimento para quem está pensando em entrar nesse mercado e para quem cogita diversificar sua estratégia de negócio. Confira abaixo quais são as tendências e como você pode crescer junto com elas:

SERVIÇOS DE CONVENIÊNCIA
Atualmente, o setor de serviços é o segundo que mais fatura (17%), atrás apenas de alimentação (67%)1. A procura por prestadores de serviços que atendam às necessidades dos mais de 50 milhões de cães e 20 milhões de gatos espalhados pelo Brasil2 é crescente e movimenta milhões de reais todos os anos.

Por isso, se você quer entrar nesse mercado ou já faz parte e deseja crescer, uma dica é buscar o diferencial. Um exemplo: alguns hotéis, que antes focavam só na hospedagem, agora também já oferecem outros produtos, como spa, fisioterapia e aulas de natação. A ideia é oferecer adicionais que melhorem o bem estar dos pets durante sua estadia.

PETSHOP PROFISSIONAL
Apesar dos mais de 50 mil pet shops espalhados pelo país3, o setor ainda dá sinais de que pode se expandir. Tanto que o varejo tem amadurecido e redes de franquias vêm surgindo, o que desafia quem deseja entrar neste setor a investir no aprimoramento da gestão do negócio. Outra dica é diversificar a oferta de serviços, a fim de aumentar a margem de ganho.

“O setor cresceu de forma amadora nos últimos anos, comandado por veterinários de perfil técnico ou pessoas sem conhecimento de varejo ou gestão de pessoas”, explica Rodrigo Albuquerque, franqueador da rede americana Petland no Brasil, em entrevista à PEGN. “Só vai se dar bem quem oferecer experiências e produtos que vão além do convencional”, completa.

ALIMENTAÇÃO NATURAL
A mudança de status dos pets nos últimos anos de simples animais de estimação a membros da família aumentou a preocupação com a alimentação deles e, consequentemente, a procura por produtos mais saudáveis. Estima-se que 9% dos proprietários de cães e 3% dos donos de gatos4 ainda não adquiram ração, o que significa um nicho com pelo menos 6 milhões de potenciais clientes a ser explorado.

Para quem deseja entrar nessa, é importante estudar bastante o processo de criação do produto e atender às regras específicas deste segmento, como autorização do Ministério da Agricultura e contratação de um veterinário ou zootecnista responsável que garanta a qualidade. Outro ponto importante é ficar atento à logística de distribuição, já que falhas nesta área podem até comprometer a sustentabilidade do novo negócio.

PRODUTOS PREMIUM
Se pets são mesmo da família, então porque não dar a eles o que há de melhor? Nessa linha, crescem as vendas de toda gama de acessórios: brinquedos, tapetinhos, coleiras, roupinhas, camas e até cosméticos, tudo para deixar o animal de estimação mais perto do dono. “Para muitas pessoas, o pet é a maior fonte de alegria, especialmente em tempos difíceis. Por isso elas se sentem no dever de retribuir o afeto com certos mimos”, diz Sérgio Zimmerman, sócio-diretor da rede Petz, para a PEGN.

Por isso, quem for investir neste segmento deve apostar em acessórios que reproduzam o estilo e os hábitos do dono. “O que o proprietário busca nada mais é que o reflexo de sua personalidade”, afirma Zimmerman, que também aponta o investimento em design original e acabamento caprichado como diferenciais importantes. “É o único jeito de competir com a invasão chinesa”, finaliza.

SAÚDE PROLONGADA
Tal qual os humanos, pets também envelhecem. Por isso, seus donos estão investindo cada vez mais em tratamentos contra doenças como obesidade, reumatismo, diabetes, tártaro e até câncer. Dessa forma, é cada vez mais comum ver clínicas, farmácia e serviços focados em cuidados especializados – inclusive planos de saúde! Aos que desejam entrar nesse ramo, fica a dica: o país ainda é carente de espaços de atendimento de urgência, os planos de saúde já são realidade nos EUA e em parte da Europa e o uso de tecnologia para monitoramento da saúde e bem estar dos pets é uma tendência crescente.

Por Julio Simões
Fonte: http://www.mypetbrasil.com/blog/cinco-tendencias-quentes-para-o-mercado-pet-em-2017/

Comments

comments

0 Comentários desativados em 5 tendências quentes para o mercado pet em 2017 2540 07 fevereiro, 2017 Mercado Pet fevereiro 7, 2017

About the author

Thais Almeida é diretora e curadora de conteúdo deste portal.

View all articles by Administrador